Chat Online

Vacina da gripe: 5 dúvidas frequentes

Confira, neste post, 5 dúvidas frequentes sobre a vacina da gripe e saiba tudo sobre esse assunto!

A gripe é uma infecção viral propagada facilmente de pessoa para pessoa por meio de secreções respiratórias. O vírus influenza, — como é conhecido, pode ocorrer em surtos ao longo do ano, mas é mais frequente em períodos frios ou no inverno.

Os principais sintomas de quem adquire o problema são dor de garganta, febre, tosse seca, coriza, dores no corpo e dor de cabeça. Por isso, a vacina da gripe é a melhor forma de se prevenir contra a doença, sendo bastante segura.

Neste post, vamos responder as 5 principais dúvidas sobre a vacina da gripe. Confira!

1. Quem pode tomar a vacina da gripe?

O foco da vacinação está nos grupos de risco, ou seja, indivíduos que são mais vulneráveis aos sintomas da doença e possíveis complicações dela, além daqueles que trabalham na área da saúde. Portanto, não há quase nenhuma contraindicação para a vacina.

Assim, o público-alvo da vacinação inclui:

  • profissionais de saúde;

  • professores das redes particular e pública;

  • crianças de 6 meses a menores de 5 anos;

  • gestantes;

  • indígenas;

  • pessoas com doenças crônicas;

  • pessoas com mais de 60 anos.

2. Quais as possíveis reações?

A vacina pode provocar reações, mas é raro. A maioria delas é consequência de processos desencadeados pelo próprio sistema imunológico, que provoca sintomas como dor na região da aplicação, endurecimento da pele e vermelhidão. Em alguns casos, há a possibilidade de mal-estar e febre baixa.

Em geral, as manifestações são benignas e costumam passar horas após a vacinação.

3. É preciso tomar novamente?

Como os vírus influenza mudam o tempo todo, é necessário tomar mais de uma dose da vacina. Isso ocorre porque os agentes virais que são responsáveis por tipos diferentes de gripe acabam sofrendo mutações ao longo do ano.

Com isso, é essencial atualizar a vacina com novas cepas virais inativadas, especialmente as que estão em circulação durante o período da vacinação. Além disso, crianças de 6 meses a 9 anos que receberam a vacina pela primeira vez precisam ser imunizadas com uma segunda dose, em um intervalo de 30 dias entre elas.

A vacina é trivalente e protege contra três subtipos de vírus: influenza do tipo B Yamagata, H1N1 e H3N2.

4. É possível pegar gripe após a vacinação?

A vacina contra a doença é feita a partir de vírus mortos. Logo, a vacina não provoca gripe ou qualquer outro problema. Ademais, é importante lembrar que, no caso das grávidas, a vacina não provoca danos para os bebês.

5. Além da vacina, quais são os outros cuidados para evitar a gripe?

A vacina é uma maneira bastante eficaz de se proteger contra a gripe, mas outras atitudes podem contribuir. Por isso, se alimente bem, lave as mãos frequentemente, não compartilhe objetos de uso pessoal e evite contato com pessoas infectadas.

Como vimos, tomar a vacina da gripe é a melhor forma de ficar imunizado contra a doença. Portanto, não deixe de ir em um posto de saúde ou procurar um médico para receber a dose e ficar livre do problema!

Gostou deste post sobre vacina da gripe? Tem alguma dúvida? Você já se imunizou contra a doença? Deixe um comentário em nosso post e conte para gente!